Dicas em Emagrecimento


Perder peso não é fácil. Torna-se necessário desenvolver a disciplina, estabelecer metas para vencer as dificuldades. No entanto, hoje sabemos que algumas condutas são realmente facilitadoras do processo de perda de peso. A seguir dispomos algumas dicas gerais que podem ser bastante úteis. Não estão sendo consideradas doenças específicas que possam estar associadas à obesidade. Lembre-se de que todo tratamento deve ser individualizado e acompanhado por um médico.

1. Não tenha pressa. Se estiver acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso. Então, para que eliminar peso do dia para a noite? Mais importante que emagrecer é aprender a manter o peso.

2. Não cultive sonhos impossíveis em relação ao peso. Estabeleça objetivos realistas.

3. Concentre-se em seu comportamento e não no peso. Se o emagrecimento ocorrer sem que tenha sido feita uma mudança de comportamento alimentar certamente ocorrerá um reganho de peso.

4. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boca. Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingeri-lo. Corrija gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

5. Controle a ansiedade. Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida.

6. Estipule horários para as refeições. Os intervá-los podem ser de 2 a 4 horas.

7. Deixe de comer aquele doce e substitua pela fruta da sua preferência.

8. Beba muita água. Água desintoxica o organismo, ajuda na perda de gordura e melhora o funcionamento do intestino. Beba de 2 a 3 litros por dia, e no que diz respeito ao emagrecimento, quanto mais gelada melhor.

9. Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar.

10. Se alguém notar que está adotando novos hábitos e perguntar se está de “regime”, mande um audível “não”. Você não está de regime, está aprendendo a comer. Muitas pessoas adoram sabotar as boas intenções alheias.

11. Regimes e dietas da moda, geralmente restritivas, são situações temporais, não garantem um resultado definitivo, sendo um convite ao efeito sanfona. Concentre-se numa reeducação alimentar.

12. “De médico e doido todo mundo tem um pouco”. Despreze o comentário de pessoas leigas sobre o seu tratamento, siga apenas as recomendações do seu médico, qualquer dúvida comunique a ele.

13. Sem jejum: Muitas pessoas pensam que se pularem uma refeição estarão comendo menos e emagrecendo. Acorre o contrário, pois cada refeição feita após o jejum é marcada pela voracidade e assim a pessoa acaba comendo mais.

14. Não coma quando estiver cansado ou estressado: Você vai querer comer rápido, não vai escolher os alimentos que realmente quer comer para ir descansar logo, então descanse primeiro ao menos 10 minutos, respire fundo, ou vá tomar banho antes de ir comer.

15. Faça atividades físicas: A adoção de atividades físicas melhora sua qualidade de vida, além de melhorar seu desempenho (no trabalho, em casa, no sexo) e ajuda a queimar as calorias que estão sobrando. Por exemplo:

• Vá a pé à padaria ou à banca de jornal; • Levante-se da cadeira durante o trabalho ao invés de usar as rodinhas; • Passei com o cachorro e brinque com as crianças; • Se andar de ônibus, procure saltar um ponto antes e vá a pé ao seu destino; • Esqueça o elevador ou as escadas rolantes e use escadas normais; • Ao invés de sair para jantar, saia para dançar; • Evite ficar parado o máximo de tempo que puder.

16. Dor de cabeça, tontura e fraqueza são comuns em qualquer dieta. O organismo está se adaptando a uma nova realidade. Contudo, informe sempre ao médico qualquer sintoma observado.

17. Não se preocupe com o peso na balança: Ele não indica se houve emagrecimento real (diminuição da gordura corporal) ou perda de líquido e/ou massa muscular – para isso é necessária uma avaliação completa da composição corporal (peso e porcentagem de gordura -Bioimpedância). Evite verificar o peso com freqüência durante o tratamento para emagrecer.

18. Faça de cinco a seis refeições por dia, sendo três refeições principais e dois a três lanches intermediários.

19. Alimente-se em local adequado e sentado. Pouse os talheres entre uma garfada e outra e mastigue devagar os alimentos. Não coloque as travessas na mesa durante a refeição. Coma uma porção de cada vez e saia da mesa após se alimentar.

20. Use uma lista durante as compras e não faça compras em jejum ou com fome. Mantenha alimentos saudáveis à vista e alimentos problemáticos fora da visão. Procure distinguir fome e desejo. Resista aos desejos e não os inclua na sua lista.

21. Aprenda a diferenciar fome de vontade de comer (compulsão). Quanto estamos ansiosos tendemos a recorrer ao alimento para nos compensar. O que aumenta com a ansiedade e a “vontade de comer”.

22. Converse com seus familiares para que eles apóiem e auxiliem no seu tratamento, evitando insistir no preparo de alimentos inadequados e não ridicularizando suas atitudes e esforços. Algumas coisas não dependem apenas de sua força de vontade.

23. Respeite os seus gostos. A dieta ideal deve ser agradável ao paladar e oferecer uma ampla variedade de nutrientes em quantidades suficientes para suprir as necessidades metabólicas de cada paciente.

26. Atenção ao preparo dos alimentos. Dê preferência aos alimentos crus e/ou cozidos, grelhados ou assados. Evite frituras.

Sabemos que nem tudo vai ser fácil, dificuldades vão existir. Mudar hábitos não é nada fácil, mas persista. A partir de agora vamos unir nossas forças, conte conosco para alcançar seu objetivo.


423 visualizações

DICAS DE SAÚDE

Marque uma Consulta!

 

(31) 3586-2092 | 3291-0754

(31) 98988-8889

 

Rua Paracatu , Nº 1154 - Sala 507

Santo Agostinho- Belo Horizonte/MG

CEP: 30180-090

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle